segunda-feira, agosto 08, 2005

 

Aeroporto da Ota e TGV (II)

Como muito bem se resume no Abrupto (http://www.abrupto.blogspot.com/index.html), a linha de argumentação do Ministério da Economia sobre os estudos não só é patética, mas muito triste. Muito triste porque o actual Ministro deu sempre uma imagem de querer impôr uma nova forma de fazer política no Ministério da Economia, com rigor e análise de forma a maximizar a rentabilidade dos recursos públicos, como aliás defendeu e muito bem antes das eleições (por oposição ao Governo anterior). Agora diz que análise e especulações é essencialmente mais do mesmo, enquanto ele busca soluções (sem análise suponho). Em vez de produzir uma análise económica que fosse uma referência no policy decision-making em Portugal (e provavelmente esta seria a melhor contribuição do Ministro para a política económica dos últimos vinte anos), optou-se pela continuidade, pelo "deixem-nos trabalhar" que amanhã veremos os resultados (e estamos a ver...) E para que não haja dúvidas, que não se trata de pessimismo, devemos dizer que não é assim nos outros países nem na União Europeia...

Na área dos transportes, veja-se o caso inglês: http://www.cfit.gov.uk/research/

Em geral, o resumo do Governo japonês deveria ser lido pelo Ministro da Economia:
http://www.meti.go.jp/english/information/data/cM99803e.html

Comments:
Excellent, love it! » »
 
Enviar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?